Filosofia Do Xamanismo

Medicina e filosofia

Os xamãs qualificam suas costumes como sendo as mais antigas costumes médicas e filosóficas da humanidade. Seus adeptos não aceitam a medida “ fervor ” para o xamanismo, que precisa ser interpretado como uma filosofia, um sistema de vida.

Veja agora: xamanismo significado

Dessa forma, não há refreamento para se reintegrar um praticante das teorias xamânicas, bastando, para isto, “ sentir ” a tragada que “ grito ” do interior de cada indivíduo.

curso%20de%20xamanismo%20online.jpg

Estas indivíduos são capazes de ser detectadas nas diversas classes sociais. Entre elas, médicos, estudantes, psicólogos, advogados, donas de casa, espiritualistas, místicos, executivos e indivíduos das mais muitas crenças. O que podemos verificar é que neste sistema de senso encontra-se indubitável uma propensão para o fusão monástico.

A idéia é a posterior: para que indivíduo seja catecúmeno nestas costumes, não importa a fervor que professa (se bem que os estudiosos e praticantes desse grupo possui o xamanismo como filosofia e não como fervor ).

Todos são bem-vindos. Porém, Jesus afirmou que Ele é o “ único percurso ” (Jo 14.6), o que aniquila todas as capacidade de obter a saída para o indecisão espiritual humano em costumes anticristãs.

Como sabemos, não são poucos os movimentos ditos filosóficos, durante de toda a história, que perturbaram ( e hão de ficar “ameaçando”) o verdadeiro cristianismo com suas idéias e teses. A Igreja de Deus, logo no seu início, teve de concorrer os legalistas judeus (At 15.1,2). Depois de o grande vantagem na desvinculação do cristianismo do jeovismo, seguiu-se uma série de idéias e escolas filosóficas que viriam a vacilar a fé cristã.

o%20que%20%C3%A9%20xamanismo.jpg

Dentre diversos movimentos e crenças, destacamos, por exemplo, o gnosticismo e o montanismo.

Os gnósticos (séc. 1o), que a princípio constituíam somente um movimento herético dentro das igrejas cristãs, se transformaram em uma seita que defendia a posse de competências secretos. Rústico (séc. 2o ) e seus adeptos diziam-se portadores de uma nova mostra sui generis, caracterizando-se por suas absurdas profecias a respeito de da segunda retorno de Deus, além do impulso ao ascetismo.

Entendimento e comedimento

Como seria possível se apossar dos competências xamanistas? Por meio da técnica de ampliamento da percepção, ou seja, alteração da percepção por tesouro teóricos e práticos, a fim de conquistar competências. O resultado dessa viagem em procura de “planos da percepção ” é, na avaliação dos simpatizantes, o imobilidade, o quantidade, a remanso, a felicidade, a saúde, etc.

Na verdade, o xamanismo promete aos seus praticantes a insegurança de um bem-estar nas diversas áreas da vida humana, por meio desta “ expansão da percepção ”.

Léo Artese explica que “os estados alterados de percepção não envolvem somente o transe, porém, efetivamente, a personalidade de divagar na verdade insólito com o propósito de encontrar-se com espíritos, animais, ervas, mentores, conquistar insights para curas, etc”.

4 Ou seja, independem de Deus para que possam alcançar a um nível de plena bom humor único e espiritual e bota o homem como o centro das atenções. Ou seja antropocentrismo.

O salmista, reconhecendo a controle humana em face de o Todo-Poderoso, perguntou: “Que é o homem mortal ”? (Sl 8.4). Não há mais “ tesouro ”, “caminhos” ou “atalhos” para se conseguir a bom humor único nas áreas da vida humana mas Jesus.

Deus nunca ensinou que poderíamos obter, por meio de qualquer técnica, as respostas para as complexidades humanas.

Ao contrário disso, afirmou: “ Visto que sem mim nada podeis realizar ” (Jo 15.5). Pedir o “ entendimento ” nas costumes de treinos mentais e viagens astrais não passa de técnicas e técnicas de comedimento humana.

O missionário Paulo comentou sobre a comedimento “oculta em problema ” (1 Co 2.7). Entretanto, esta comedimento não era cósmica, apenas para os “espiritualistas”. Não era adquirida pelo feito de indivíduo estar em um “ plano mais público ”. Ele estava-se referindo à comedimento de Deus, revelada aos cristãos pelo Dom Benevolente (1 Co 2.10).

Escrevendo aos colossenses, Paulo não fala de “planos mais elevados”, “ alteração da percepção ”, porém afirma que “os tesouros da comedimento e do entendimento ” ocultos apenas são capazes de ser adquiridos por intermediário de Jesus Deus, o problema de Deus

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License